leo-percovich-2.jpg
Leo Percovitch, ex-goleiro do Fluminense nos anos 1990, ex-treinador de goleiros do MiddlesBrough da Inglaterra e atual treinador do sub-20 do Fluminense.

Dias atrás escrevi um post sobre Abel e seu trabalho este ano, enumerando erros e acertos e a relação entre eles e a situação do clube em 2017.

Hoje Abel disse claramente que não garante sua permanência no clube em 2018, e que sua permanência vai depender do Fluminense, mais especificamente de Pedro Abad, presidente do clube.

Provavelmente Abel vai exigir mais investimentos e provavelmente vai ouvir das limitações de caixa do clube e pedirá para ser liberado. Essa situação já foi aventada pelo jornalista Mauro Cezar Pereira,que afirma que segundo apurou Abel não encontrará empecilhos se pedir para sair, embora esteja longe da vontade da diretoria demiti-lo.

Há uma avaliação da diretoria, de parte da imprensa esportiva e da torcida de que mesmo com todas as dificuldades o elenco do Fluminense é melhor do que o trabalho do Abel conseguiu fazer com que se apresentasse. Não discordo de todo, mas acredito que era caso de corrigir rumos e permanecer com o treinador.

Bem, diante do que Abel colocou hoje em entrevista coletiva, de que depende do presidente,parece que estamos diante de uma troca de treinador.

E ai, o que fazer?

Bem, a gente pode apostar, de novo, em medalhão ou fazer algo minimamente parecido com planejamento de futebol com uso do elenco que temos,reforços pontuais, se der, e organização tática, como fez o Botafogo tendo de novo um belo ano,mesmo sem título,lutando pra ir,ainda,para a Libertadores. Ou o Grêmio,que misturando base com reforços que ninguém achava que seriam reforços (Só quem apostava em Cortez e Léo Moura foi a comissão técnica do Grêmio) chegou longe e poderia estar disputando Brasileiro e Libertadores hoje se quisesse.

Ficou óbvio que Abel esse ano foi uma negação tática no segundo semestre,empacou. Tem seus motivos na questão pessoal e na perda de jogadores chaves, criação do clima de liquidação do elenco, etc, mas mesmo assim poderia ter feito um trabalho melhor.Não fez, se ficar poderia corrigir, até está dando declarações sobre isso que faria, mas senão ficar precisamos pensar em quem pode fazer algo.

O mais próximo do modelo tático do Abel seria um treinador mais próximo de Roger Machado ou Eduardo Baptista. Ambos no entanto são pouco parecidos com Abel,mas defendem um futebol ofensivo,com jogadas trabalhadas e posse de bola, nesse sentido são dos mais modernos quem tá mais próximo de Abel. Baptista não tá no mercado e tem rejeição de parte da torcida do Flu e mesmo ele pode rejeitar o Flu, mas é um baita treinador. Roger tem muito mercado e vai ser disputado por meio mundo em janeiro.

Outro que tá no mercado é Guto Ferreira, que é moderno e tem feito bons trabalhos, a demissão no Internacional foi absurda, mas tem um perfil de maior cuidado com a defesa,jogo posicional e ataque reativo.

Captura de tela_2017-11-20_20-16-45
Roger Machado, Eduardo Baptista e Guto Ferreira

O Palmeiras indica que não vai ficar com o Alberto Valentim, o que pra mim o tornaria um candidato. É bom treinador,apresenta bons conceitos, pegaria uma equipe disciplinada, cheia de jovens doidos para aprender e lutarem taticamente, poucos medalhões em crise e poderia trabalhar com um elenco talentoso,ávido por conquistas e medalhões disciplinados e conscientes como Ceifador, Henrique e Cavalieri.

alberto-valentim-atletico-go-palmeiras-brasileirao-serie-a-15102017_1u7717mnt99r61qgxx5ojqglp1.jpg
Alberto Valentim

Todos estes treinadores são diferentes de Abel,muito diferentes, todos tem mentalidade tática mais alinhada comas tendências europeia,s tem estilo de treinamento diferente do de boleirão e organizam a defesa de forma posicional e não demarcação homem a homem,mas todos dão a seus times uma organização tática, uma cara que se mantém mesmo em fases ruins.

Baptista conseguiu isso no Palmeiras antes de ser demitido, depois entrou num atribulado caminho e hoje despenca numa Ponte Preta que tem muito pouco material humano pra seu estilo.

Roger foi demitido do Galos em conseguir dar sua cara à equipe, mas lá passou pelo mesmo problema de Baptista no Palmeiras e Fluminense: Muitos jogadores mais velhos com enorme dificuldade, ou preguiça, de se adaptarem a um estilo de jogo posicional,de muita marcação e luta pelo espaço. Guto Ferreira foi demitido porque a diretoria do Inter não queria pagar sua renovação salarial. Não estava tendo o mesmo desempenho de semanas atrás, mas era basicamente isso. Valentim está tampando buraco, sua equipe vem fazendo jogos melhores dos que os com Cuca,mas o Palmeiras busca um treinador “de renome”.

Esses são os caras disponíveis para um tipo de trabalho pensando concretamente em legado, em permanência, em planejamento, uso da base e organização tática.

Enderson dificilmente volta pro Fluminense, faz excelente trabalho no Coelhão e de volta à série A deve ficar por longo tempo.

Não me falem de Luxemburgo, Levir,etc. Abel foi a última tentativa do Fluminense com medalhão se essa diretoria tem algum juízo, o que e parece ter.

O Fluminense também não tem caixa pra um salário milionário com a necessidade de um feroz trabalho tático que dê conta do talento e da juventude da equipe.

O novo treinador precisa ser competente para organizar isso e a diretoria precisa ser firme em mantê-lo como foi com Abel (que também foi pressionado internamente e nas arquibancadas e cuja cabeça foi pedida).

Pensando em caixa, Roger pode ser descartado. Dificilmente não esteja sendo cogitado no Palmeiras, Santos, no próprio Inter e quem sabe onde mais (Flamengo, talvez?). A pedida salarial do Roger ainda permanece alta.

Guto tá na mesma situação de Roger.

Eduardo Baptista viria pra ampliar o caldeirão, de certa forma já sentiria hostilidade de início e não sei se ele hoje pensa em outra aventura ou se prefere,com tudo oque tá ocorrendo, dar um jeito na Ponte Preta. Fora que se eu fosse ele ficaria com um pé atrás com o Fluminense depois da cachorrada que Mário Bittencourt e Peter Siemsem aprontaram com ele.

O que nos resta? Valentim ou uma aposta.

Valentim seria uma aposta,mas uma aposta que vivenciou um clima muito parecido com o clima interno do Fluminense, ao menos o clima tradicional do Flu, A vida no Palmeiras não é fácil nem pra treinador ídolo, vide com Cuca.

Teria em mãos volantes com capacidade de desarme e passe, atacantes de velocidade talentosos, uma boa zaga, um goleiro bom, embora péssimo com os pés,laterais jovens e promissores, dois baita meias e um centroavante de respeito. Poderia fazer chover com uma equipe bem organizada com um 4-1-4-1 de respeito.

Valentim sairia de São Paulo e viria para uma aventura em um mercado que desconhece? Não sabemos, afinal essa é uma especulação.

Se viesse seria ótimo.

Mas vamos direto ao ponto se nenhum deles vier quem contratar? Ninguém, eu subiria o Léo Percovich que tem experiência na Europa, fez todos os cursos do mundo,conhece o Fluminense, vem trabalhando, bem, na base e tem todo potencial de ser um grande treinador.

Se é pra apostar em ultrapassados ou treinadores jovens e com potencial,mas sem grande casca por que não apostar em alguém que tem acúmulo,metodologia e conhece bem o Fluminense desde épocas piores,além de estar antenado com a base?

Usando a frase do Marcelo Teixeira: Se é pra trazer um igual ao que já temos no Fluminense vamos aproveitar quem tá na casa,não?

Com Léo sendo apoiado, acredito que teríamos um com time com Cavalieri,Diogo, Reginaldo, Henrique e Marlon (Mascarenhas). Richard (Marlon Freitas), Douglas (Orejuela), Sornoza e Scarpa. Marcos Júnior (Welington ou Robinho) e Ceifador.

Seria um bom time, que com reforços pontuais ou aproveitamento da base chegaríamos mais longe, desde que sem sabotagem com a venda de peças fundamentais nomeio do ano.

A questão é que o Fluminense precisa fazer no futebol o que está fazendo no clube: Se modernizar.

E pra isso tem que parar de repetir o investimento em velhas fórmulas.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s