Erros e Acertos do Mário Bittencourt, o Flu, 2016, a oposição e a corneta

19551528583_f0a2291e79_k

Por Gilson Moura Henrique Junior

Falar do Fluminense hoje em dia é ter de lidar com um viés de parte da torcida, incitado por sites tricolores,blogs tricolores,etc e tal que pouco analisam, cornetam muito e tratam o Fluminense ao sabor das úlceras e das próprias ilusões, ou de coisas como “O Fluminense tem de disputar título sempre!”.

E tudo muito bonito se não fosse escrito pra milhões de pessoas pouco afeitas ao uso do cérebro quando se trata de futebol.

Quando escritores que escrevem pra milhões esquecem da responsabilidade disso e atuam apenas e somente como vozes do torcedor comum, e vivem orgulhosos disso, a coisa desanda.

É como o cara que defende Bolsonaro porque “fala verdades” ou ecoa o desejo manco do senso comum de “bandido bom é bandido morto”.

O mundo tá cheio disso em todas as áreas, futebol inclusive, o que dá dor de cabeça é parte da torcida do Fluminense “ilustrada” e com a caneta na mão repetir pra dentro o comportamento que sofremos de fora pra dentro.

Como assim? Bem, somos analisados com ódio por metade mais um da crônica esportiva, blogueiros,editorias,redações,etc que pouco analisam concretamente,mas muito cornetam, atuam plantando boato, pressionam,incitam uma torcida pilhada desde 2013 por um contexto interno e externo bastante atribulado.

Desde o Lusagate até a saída da Unimed o Fluminense mal vive dias de paz, mas dane-se se tem ou não grana, dane-se se a torcida tá sofrendo, dane-se se todos os jornais nos culpam por viradas de mesa que salvaram Inter,Botafogo,Corinthians, CAP e Flamengo, dane-se isso tudo porque parte da própria “Flupress” (Do Blogueiro do GE até sites tricolores como Flulink e O Tricolor) não quer nem saber. Ela vai ser a “voz do torcedor”, dane-se se “o torcedor” for apenas uma galera que viu Rivelino jogar, que acha que Fred é custo demais pra pouco Benefício ou que vê Kennedy como pereba e Gérson como chupa sangue, mesmo com números e passes decisivos provando o inverso.

Ou seja, parte da “voz da torcida tricolor” não difere muito da voz contra a torcida tricolor.

Por que escrevo isso?

Porque pouco ou nada é escrito,pensado e dito por essa galera com um cuidado para com o Fluminense e a torcida tricolor que não seja exatamente igual ao que é direto,pensado e escrito contra a torcida tricolor nos portais,nos jornais, nas TVs.

Da análise de jogador ao técnico, nada é analisado com um mínimo de seriedade e estudo. Dependesse dessa mídia “tricolor” não renovaríamos com Fred, mas sim com Conca, não subiríamos Gérson,Kennedy, Marlon,teríamos um Muricy caríssimo e obsoleto, ignoraríamos o futuro do clube pra enfiar três mil medalhões de gosto duvidoso no time,mandando pro cacete qualquer equilíbrio financeiro,tudo em nome da lógica Celso Barros de ver futebol.

Essa galera não liga pro fato de ao termos quatro técnicos esse ano qualquer análise sobre o conjunto do time fica prejudicada.

Essa galera não liga pra análise dos jogadores tendo em vista sua idade,maturidade, relação com o grupo,números,etc.. Não à toa muitos analisam o Fernando Bob,hoje na Ponte, com a mesma análise de 2010, chamando-o de pouco participativo,mesmo ele sendo central na Ponte,como foi importante em vários jogos nossos em 2010. Não à toa Gérson, um dos líderes do time em desarme e assistência, autor de passes e gols decisivos, é tratado como chupa-sangue,como Kennedy foi tratado como Pereba.

Essa galera não liga que chamou Scarpa e Marcos Júnior de “fracos”, e jamais fizeram autocrítica pelas bobagens que disseram. Vinícius? Lucas Gomes? Não eram o suficiente, tragam medalhões! Ai trouxeram Osvaldo e R10, deu ruim,mas eles não erram, o erro foi de Simone e Mário.

Agora Vinícius é central, Eduardo não pode, é ruim e fraco (Mesmo sendo vice líder de assistência da série B e dos melhores jogadores do campeonato). Biro Biro tem de voltar,mas era horroroso em 2014. Olivera não pode ser aproveitado,tem de trazer medalhão,mesmo tendo sido dos melhores jogadores da MLS.

Técnico? Eduardo Baptista já e contestado,mesmo visivelmente tendo transformado um time que tinha desmoronado em um time difícil de ser batido e que vem jogando bem,mesmo não conseguindo vencer nem Grêmio nem Chapecoense, times com dois dos melhores técnicos do Brasileiro 2015, Roger e Guto Ferreira.

Enderson? Foi de Incensado a lixo, sem ninguém conseguir reconhecer que sim,foi com ele que o Flu teve o melhor momento do ano.

Se a torcida do Flu é mal acostumada com time,elenco e técnicos,a voz dela nas redes e blogs não deveria ser o pior tipo de torcedor,pelo papel e eco que possui, deveria ser mais inteligente,responsável,mas não é.

Mário e Simone erraram demais esse ano, mas acertaram demais esse ano. É preciso cobrar os erros sem jogar os acertos pela janela.

A não ser que a lógica de quem escreve seja a de ser veículo de oposição interna do clube, ai é legítimo transformar o escrito em panfleto, desde que se assuma o viés. E desde que não use espaço privilegiado em grandes portais pra isso. Não é oposição interna? Então que tal menos arroubo chiliquento de torcedor comum e mais serviço público?

Vamos listar erros e acertos?

Pra mim aos acertos foram uma busca de técnicos com perfil de trabalhar com elencos formados por uma mescla de jovens e apostas, buscar apostas que contam com acertos inegáveis em Vinícius e Giovanni, acertos médios em Lucas Gomes e Victor Oliveira (que se ficarem precisam maturar,mas podem ser úteis) e erros crassos como João Felipe e Breno Lopes; O aproveitamento da base foi excelente, do uso de Kennedy e Gérson, a consolidação do Marlon, o uso do Léo, Douglas e Ayrton, a busca de ressuscitar o Robert, de subir o Nogueira,etc; A renovação de Fred, Gum, Cavalieri, Jean e Cícero foram fundamentais acertos e nos permitem sonhar com 2016 (Mesmo com Jean saindo); A aquisição do Edson foi um belo acerto, a vinda de Pierre também.

E os Erros? Muitos também, o principal foi não ter noção exata de que técnico queríamos, depois foi não saber dimensionar os limites de elenco,caixa e técnicos com relação aos objetivos no campeonato, pra piorar ao ouvir a voz de Cristóvão a Enderson, passando pelo Drubsky, que queriam “jogadores maduros para dar experiência ao elenco”, trouxemos os caros Wellington Paulista,Osvaldo,R10. Não incluo Magno Alves porque este foi minimamente útil e não chega a ser caro.

Os dois primeiros erros construíram os erros das contratações. Por que? Porque não é um critério de compreensão de que técnicos preferimos a informação “é bom trabalhando com jovens e apostas”. Pra contratar técnico tem de se saber que metodologia de treinamento tem, como ele estudou ou atua no cotidiano, se lida bem com variedade geracional no elenco, se analisa bem comportamentos e variações de compreensão cotidiana do jogador, se sabe administrar altos e baixos da torcida, dos jogadores e da diretoria,financeiros inclusive,etc.

Qual a semelhança entre Cristóvão, Drubsky, Enderson e Eduardo Baptista? Só a de que trabalham bem a base, sendo que Drubsky e Enderson mostraram que essa fama é injusta,pois ambos não souberam lidar com nossos jogadores jovens. Cristóvão é péssimo na armação do sistema defensivo e tem péssima leitura do jogo. Enderson não sabe lidar com ego de jogador e sequer consegue organizar uma equipe com linhas próximas, troca de passes e intensidade, é ainda adepto de linhas fixas. Drubsky sabe disso tudo teoricamente,mas organizou uma equipe em moldes antigos e admitiu a jogadores que não sabia lidar com a pressão de time grande. Eduardo Baptista é o único de todos que sabe lidar com pressão de time grande, é moderno e sabe trabalhar com os jogadores,entendendo as idiossincrasias de cada um,jovens ou experientes.

Se Eduardo Baptista era o sonho de consumo do clube, por que foi o último a ser contratado? Nem Simone sabe contratar técnico com base em perfil técnico dele? Duvido. Quem gerenciou uma base como a nossa sabe sim,mas algo,talvez a própria presença e peso do Mário, não o permitiu agir. Não havia mais nenhum outro técnico neste perfil quando Eduardo Baptista não havia aceitado vir?

E os objetivos no Campeonato? Em qualquer Football Manager a diretoria sabe que objetivo quer no início do ano, sabíamos? Sabíamos: Sobreviver e sermos competitivos, o que concretamente mudou no meio tempo? Nada, mas o desempenho do time obliterou o bom senso da direção de futebol,dai surtou-se e contratou-se R10 e seus blue caps.

Isso tudo junto, contextualizando dá pra fazer uma análise se o ano foi bom ou não.

Se analisar só o fim do ano e só a partir do desempenho esportivo, como via de regra nossos corneteiros com poder e eco usam como critério, o ano foi péssimo.

Se a gente analisar de Janeiro a Dezembro o ano foi bom.

Primeiro porque sobrevivemos ao apocalipse anunciado pelos jornais com a saída da Unimed. Segundo porque apesar da nossa própria desconfiança com Xerém, estabelecemos Xerém como nossa La Masia, nossa canteira que fornece jogadores que nos fazem competitivos, e para além de Gérson, Scarpa,MJ, Marlon, mas com Léo, Ayrton, Douglas, Nogueira e vem mais por ai (Biro Biro entre eles). Terceiro porque fomos campeões brasileiros sub-20 e temos ali elenco pra o futuro. Quarto porque temos hoje um germe de uma equipe competitiva que com poucos reforços pode ir além disso,em especial colocando como meta de 2016 chegar à Libertadores, ganhar a Copa Primeira Liga e usar mais de 50% do elenco com a base. Quinto porque consolidamos Fred como imenso ídolo e temos técnico moderno,capaz de tornar nossos meninos ainda melhores a partir de uma boa pré-temporada e do trabalho diário.

Isso tudo torna um ano turbulento em um ótimo ano, e como foi em 2009 e 2011, ano de saltarmos para além.

E por isso acho fundamental que Mário/Simone fiquem, e que se reorganizem com as lições de 2015.

PS: Eu se votasse voltaria no Mário pra presidente, deixo claro porque meu viés eu assumo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s