Delirar vai ser a nossa última obra #Copa2014 #naovaitercopa

images

Espero cenas lamentáveis domingo, no mínimo porrada no fim pra copa ser digna de ter ocorrido na América do Sul. Espero uma vergonha internacional que arranhe essa civilidade coxinha hipócrita e ao menos nos reflita a barbárie de sangue quente de uma LIBERTADORES na América.

Aguardo pedras na bandeira de escanteio, tropa de choque protegendo o batedor, aguardo foguetório não deixando dormir, invasão de campo, choro, ranger de dentes, trezentos prisioneiros….

Aguardo Termópilas, aguardo novos Peloponesos genocidas, dores e humores sanguinários de hordas de hunos inafiançáveis com cabeças de juízes e vestindo a pele dos Blatters que nos roubam a marcha mundial da insanidade poética jogada com a bola.

É preciso o caos, meus amigos, o caos sustentador das formidáveis e funcionais latitudes dos poemas épicos. Não se fazem Lusíadas com carinhos e cafunes. Não se faz blitzkrieg sem Nietzsche, Goethe e Wagner.

É preciso fazermos do Maracanã uma nova Canudos onde Conselheiro reine para sempre. É preciso que novos contestados, novas cabanagens saiam de campo pras ruas, das ruas pros palácios e sigam numa multidão ensandecida jogando bola com os senhores de escravo s de um cotidiano que toma goleadas vexatórias.

Nos tiraram o Amarildo que substituiria nosso craque e por isso perdemos. Precisamos de menos orgulho e amor e mais vingança e ódio.

E me deixem no delírio. O delírio é o que nos sobra, delirar vai ser a nossa última obra.